Conversas Íntimas
Lactacyd

Um incómodo chamado TPM

Simplificamos a definição de tensão pré-menstrual, para que perceba melhor se sofre desta predisposição e como pode aliviar os sintomas.

Há quem ache que se trata de exagero. Outros encaram como uma doença séria. Mas nem sempre é claro o que se define por tensão pré-menstrual. A maioria das mulheres sofre deste problema, apesar de não o admitir com algum receio. Conheça as melhores formas de aliviar os sintomas no período que antecede a menstruação.

Afinal, o que é a TPM?

A sigla TPM significa, em português, tensão pré-menstrual. Reúne todos os sintomas relacionados com a chegada da menstruação, tanto a nível hormonal como físico e emocional. Os mais comuns englobam dores de cabeça, cólicas, calores e mudanças de humor. Está, normalmente, associada uma maior sensibilidade emocional a este período. Os sintomas podem ser mais graves, desde momentos depressivos, perda ou aumento de apetite e de peso, febre e fraqueza mais agravada.

Quanto tempo dura?

Não há uma resposta exata. Grande parte das mulheres experiencia sintomas de TPM três dias antes da vinda da menstruação. Há mulheres que afirmam uma fase mais prolongada, com duração de 12 dias antecedentes. Em alguns casos, a fadiga e a fraqueza podem mesmo tornar-se incapacitantes, com dificuldades de concentração e de se manterem na mesma posição.

Há cura?

A tensão pré-menstrual não é uma doença, apenas uma representação dos sintomas resultantes das alterações que o corpo sofre com a menstruação. Portanto, não há cura. Mas existem hábitos que podem auxiliar. Uma alimentação equilibrada e mais saudável ajuda a aliviar, por exemplo, as cólicas. Usar uma botija de água sob a zona do útero é também uma opção.

Há ainda medicação própria que ajuda a minimizar os sintomas mais físicos, como as dores de barriga e de cabeça. Suplementos nutricionais de ferro ou de vitaminas compensam as perdas que ocorrem durante a menstruação e ajudam a equilibrar o organismo durante todo o ciclo. Atenção! Devem sempre ser tomados sob aconselhamento médico.

Fatores de influência

Tomar ou não pílula contracetiva pode influenciar a presença ou ausência da TPM, assim como as mudanças entre métodos contracetivos. Explore com o médico as melhores opções. É importante fazer exames ginecológicos com regularidade e ter uma higiene íntima adequada, antes, durante e depois da menstruação. Utilize produtos específicos que ajudam na manutenção do equilíbrio natural da flora vaginal.

Fim do desconforto

Durante a fase de menstruação, uma das queixas mais comum é a sensação de maus odores, a par do desconforto. Proteger a flora vaginal neste período é essencial para prevenir infeções, que são a principal causa destes sintomas. Opte por usar produtos específicos para a higiene íntima como o Lactacyd Íntimo, que existe também em formato de toalhitas individuais para transportar para todo o lado. Para uma pele macia, suave e hidratada, use o novo Lactacyd Precious Oil. Toda a gama Lactacyd é testada ginecologicamente e, por isso, apropriada ao uso diário, tanto na higiene íntima durante a menstruação como fora dela.