Conversas Íntimas
Lactacyd

Guia vegetariano lisboeta

Se mora ou está de visita à capital, descubra os espaços vegan e vegetarianos a não perder.

Seja por questões nutricionais ou ideológicas, há cada vez mais procura por pratos que não incluam carne nem peixe. Há quem procure mesmo refeições totais sem produtos de origem animal, como queijo, ovos, natas ou mel. Infelizmente, a oferta não tem acompanhado a procura e, em muitos casos, os restaurantes limitam as ofertas vegan ou vegetarianas a um ou dois pratos por carta.

Mas há espaços a fugir à regra. Conheça alguns dos restaurantes lisboetas em que o prato do dia é sempre vegetariano.

O Antigo Talho

João Manzarra, apresentador de televisão, é o mentor da ideia original, no coração de Lisboa. O estabelecimento funciona num antigo talho, perto do Marquês de Pombal. Divide-se em dois pisos, com conceitos que se complementam. Em baixo, há uma loja com vários artigos vegan. Em cima, uma cafetaria com o mesmo lema, onde não entra nada de origem animal. Além da comida, o espaço destaca-se também pela decoração, pelo conceito híbrido e pela homenagem aos animais.

Onde Avenida Duque de Loulé
Quanto 15€ por pessoa (estimativa)

13 In Pátio do Bairro

Um espaço que alia dois conceitos tão em voga nos dias de hoje: o brunch e a comida vegetariana. Aqui pode provar dezenas de pratos sem carne nem peixe, incluindo panquecas red velvet, pão de banana, noodles e cupcakes de cenoura e chocolate, todos os domingos até às 15 horas. A inovação chega ainda a uma sala onde cada pessoa pode fazer o seu próprio algodão doce.

Onde Rua da Atalaia
Quanto 20 € por pessoa (buffet)

Os Tibetanos

“Um vegetariano para não vegetarianos.” Desafiam-se os amantes da carne e do peixe a provar iguarias vegetarianas preparadas como os pratos originais e a igualá-los no sabor e na qualidade. No restaurante, já com 40 anos, procura-se adaptar a forma de cozinhar dos tibetanos aos produtos e ao paladar português. O tofu e o seitan reinam em pratos nos quais se esperaria porco, frango ou camarão.

Onde Rua do Salitre, Avenida da Liberdade
Quanto 20 € por pessoa (estimativa)

Ao 26 Vegan Food Project

Uma vegetariana que o é por motivos éticos e um chef com experiência juntam-se num restaurante que procura fugir ao cliché dos vegetarianos. Catarina Gonçalves desenhou o Ao 26 Vegan Food Project como um restaurante agradável, que procura ser uma alternativa para vegans e vegetarianos, mas também para amigos e acompanhantes que se queiram aventurar. O chef Bruno Ferraz trata de dar aos ingredientes um sabor único e diferenciador, capaz de fazer render qualquer amante da carne. Desde as entradas com queijos vegans à sobremesa de bolo de chocolate, vai querer provar tudo. Arrisque nos hambúrgueres de beterraba ou de lentilhas.

📷💬 "…this would be the one" @inesmdavid ❤🤗 #dishoftheday

A post shared by Ao 26 – Vegan Food Project (@ao26veganfoodproject) on

Onde Rua Vítor Cordon, Chiado
Quanto 15€ por pessoa (estimativa)

Graça 77

Tem pratos para vários preços, uma decoração original e uma ementa que vai variando conforme o que a natureza dá. O conceito do Graça 77 surgiu do arquiteto António Borges, vegetariano há 30 anos, e de Joana Areal, responsável pela cozinha. A decoração foi pensada por ele, o menu por ela.

Bom dia e bom apetite a todas(os) vós!

A post shared by Graça 77 (@graca77.restaurante) on

Onde Largo da Graça, Graça
Quanto 12€ por pessoa (estimativa)

Pachamama

Não é um restaurante vegetariano, nem vegan. O Pachamama foca-se antes na comida inteiramente biológica. O espaço destaca-se pela filosofia e pelo compromisso de todos os dias ter ofertas vegetarianas que se estendem à sobremesa, como a incrível mousse de cacau vegan e raw. Prepare-se para uma experiência gastronómica diferente, que se alonga às bebidas: vinhos, gins, sumos de fruta e vegetais, tudo biológico.

Onde Boqueirão do Duro, Santos
Quanto 18€ por pessoa (estimativa)