Conversas Íntimas
Lactacyd

#dúvidas: tudo sobre a primeira menstruação

Não há fórmula exata para saber quando vai chegar, mas há sintomas que o podem indicar.

A chegada da primeira menstruação está normalmente envolta em grandes dúvidas e receios. Preocupações com a quantidade de fluxo, as dores e mesmo a idade com que a podem esperar são as questões mais comuns. Ter o máximo de informação possível e desmistificar o aparecimento da menstruação é a melhor tática para que as raparigas encarem a nova fase da vida de forma natural. Uma conversa franca entre mães e filhas pode e deve ser o caminho para abraçarem a chegada à puberdade.

Quando vai aparecer?

Muitas raparigas preocupam-se com a idade em que vai aparecer a menstruação, sobretudo se todas as colegas já a tiverem. A idade mais provável é entre os 11 e os 12 anos, mas considera-se normal aparecer entre os 8 e os 16. Antes disso ou depois, o melhor consultar é um ginecologista, para certificar que não há nenhum problema.

Há sintomas que antecedem o período?

Está relacionado com a puberdade e, por isso, há mudanças que ocorrem no desenvolvimento do corpo feminino, como o aparecimento de pelos pubianos e o crescimento dos seios. O aparecimento de um corrimento vaginal esbranquiçado é indicativo de menstruação nos próximos meses. Além disso, nos dias que imediatamente antecedem o período, algumas mulheres sentem endurecimento dos seios, gases e uma sensação geral de desconforto pélvico. Dores de cabeça e mudanças de humor são outras queixas comuns de tensão pré-menstrual (TPM).

Quando menstruada, recomenda-se o uso de um produto de higiene íntima especialmente desenvolvido para esta altura do mês.

Deve mudar-se a rotina de higiene?

Sim. Mas sem grandes dramas ou preocupações. A verdade é que a vagina, com a puberdade, começa a ganhar um odor mais característico, tanto pelo corrimento que às vezes se pode notar, como pela menstruação e pelas próprias mudanças hormonais. Ao contrário do que muitas raparigas receiam, o odor não é, normalmente, percetível a terceiros, mas é necessário tomar precauções para que não se torne um incómodo.

Na menstruação torna-se importante uma higiene íntima adequada, com produtos formulados especificamente para esse efeito. Quando menstruada, recomenda-se Lactacyd Íntimo, que confere frescura e confiança necessárias durante todo o dia. Ajuda a equilibrar o pH natural da pele e auxilia em pequenas irritações que podem acontecer como consequência do uso de penso higiénico ou de tampão. O indicado é que lave a zona íntima duas vezes por dia.

Pensos, tampões ou copo menstrual?

Esta pergunta não tem uma resposta certa ou errada. O método mais adequado é aquele que permite que se sinta mais segura e confortável, não necessariamente o que as mães ou as amigas utilizam. Há três opções e, dentro destas, algumas variantes:

Pensos higiénicos

São uma proteção externa ao corpo, pelo que podem ser a primeira opção. Há vários tamanhos, que devem ser escolhidos em função da quantidade de fluxo menstrual. Para a primeira menstruação, que normalmente tem menos fluxo, talvez seja mais indicado escolher o tamanho normal e, posteriormente, adaptar conforme as necessidades. Para as primeiras utilizações, as opções com abas são mais fáceis de aplicação, apesar de algumas mulheres não se sentirem confortáveis.

Tampões

Mais práticos, os tampões têm vários tamanhos, que devem também ser adaptados consoante o fluxo menstrual. As opções com aplicador tornam a utilização numa primeira fase mais fácil e mais higiénica, uma vez que não há contacto com a vagina de forma direta. São a melhor solução para quem pratica desporto. Algumas raparigas sentem receio de que o tampão deixe passar algum fluxo. Não deve acontecer se o tamanho for adequado e o tampão estiver bem posicionado. Podem sempre utilizar um penso diário como proteção reforçada.

Copo menstrual

Esta opção tem ganho adeptas nos últimos tempos, por ser reutilizável, mais económica, e bastante confortável. O copo menstrual é um recipiente que se insere na vagina, de forma similar ao tampão, e que “guarda” o período menstrual. Para depois ser retirado, esvaziado, lavado e recolocado. Talvez não seja a opção mais indicada para as primeiras menstruações, quando as raparigas ainda têm grandes variações de fluxo, mas a longo prazo é uma opção saudável, uma vez que não contém químicos. Compensa também na carteira: um copo menstrual pode custar entre 20 e 30 euros, mas, quando bem utilizados, podem durar até 10 anos.

Para saber se a menstruação é ou não “certa”, deve marcar na agenda o dia em que veio nesse mês.

Como se sabe que a menstruação é normal?

Muitas raparigas ficam com a sensação de que não é regular, que tem perdas avultadas de fluxo. Tudo isto é natural, o período demora o seu tempo a regular. Nos primeiros tempos, pode até nem aparecer todos os meses. Para ter uma melhor noção se a menstruação é ou não “certa”, devem marcar na agenda o dia em que veio nesse mês. Desta forma também conseguem traçar um padrão para não estarem desprevenidas. Quanto ao fluxo, o da primeira menstruação é normalmente mais ligeiro e, a partir daí, aumenta. Ou seja, se no segundo período houver mais fluxo do que no primeiro, não é motivo de preocupação.

Quanto tempo dura?

Normalmente, a menstruação dura três a sete dias. Mais do que isso pode ser motivo de preocupação. Uma ida ao ginecologista é a melhor opção para despistar quaisquer problemas. Se, com a menstruação, se começar a sentir demasiado cansada, sem forças ou com outros sintomas que não pareçam normais, pode ser necessária a toma de um suplemento para repor os níveis de ferro.