Conversas Íntimas
Lactacyd

Depilação para todos os gostos

Há métodos que prolongam a sensação de pele de bebé e outros que devem ser usados apenas em caso de emergência.

Com as calças e as mangas compridas a tapar a maior parte do corpo, a depilação passa para um lugar remoto da mente. Até que surge um convite irrecusável que pede um outfit requintado, com alguma pele à mostra. O drama é comum a muitas mulheres, que já se depararam com pelos indesejados nas piores alturas.

Dos métodos definitivos às técnicas que duram apenas dois ou três dias, o mundo da eliminação do pelo é vasto. Conheça os diferentes métodos e as melhores opções para cada situação.

1. Lâmina

As vantagens prendem-se com o custo e a rapidez. As lâminas são baratas e estão disponíveis em qualquer hipermercado. Precisam de pouca preparação e pouco tempo. Basta molhar as pernas com água, usar um gel próprio e em dez minutos consegue remover todos os pelos.

Os contras? Há o risco de se cortar e a depilação não é propriamente duradoura. Como se trata de um método de corte e não de arranque, o pelo regressa em pouco tempo. Pode também ser a causa de pelos encravados.

2. Máquina de arranque

Tal como a lâmina, este método é facilmente utilizável. Em qualquer situação de urgência, pode depilar-se sem marcações e chatices. A principal vantagem face ao método anterior é que, neste, o pelo é arrancado. O que significa que a depilação dura mais tempo, cerca de três semanas. O investimento é médio, mas acaba por compensar a longo prazo. As desvantagens prendem-se com o tempo que demora a fazer a depilação e o facto de não ser indolor, com semelhanças ao que se sente com a depilação a cera.

Antes de fazer a depilação em casa, use Bio-Oil, um óleo que amacia a pele e evita os cortes e o aparecimento dos pelos encravados. Está também indicado para usar depois da depilação com métodos mais agressivos, como a cera e o laser, já que acalma a pele e reduz a vermelhidão

3. Cera

Quente ou fria, em roll-on, bandas ou discos, em casa ou num centro de estética. A cera foi, durante muito tempo, o método predileto pelas variantes e por poder ser feita tanto pela própria pessoa como por um profissional. A cera fria, de bandas, pode facilmente comprar-se num hipermercado e utilizar-se em casa, sem grandes dificuldades e de forma limpa. Já a cera quente, mais eficaz na remoção do pelo do que a banda, por não perder a força, é um trabalho mais cuidado, no qual a esteticista se preocupa ao mais ínfimo pormenor.

Tal como na máquina, a desvantagem da cera é a dor que causa e o tempo que despende, que pode chegar às duas horas. O custo, não sendo exagerado, acaba também por ser um ponto negativo.

4. Depilação definitiva

Em primeiro lugar, é importante perceber que nenhum método tem resultados eternos. Mesmo no que toca à depilação definitiva. Há sempre uma manutenção implicativa, normalmente anual.

A vantagem do laser díodo, de alexandrite ou da luz pulsada é que este método ataca as células de crescimento do pelo, que é eliminado de forma permanente na maioria dos poros. A técnica é praticamente indolor. Sente-se apenas uma ligeira impressão na zona onde foi aplicado no momento.

A desvantagem mais flagrante é o preço, ainda elevado tendo em conta as sessões necessárias regulares até se atingir o resultado esperado. Talvez o melhor seja fazer as contas de quanto gastaria por ano em comparação com o método habitual.

A depilação a luz pulsada e a fotodepilação devem ser sempre feitas por profissionais, que não devem dispensar uma avaliação do pelo e da pele para perceberem qual o tipo mais adequado. A má utilização pode causar vermelhidões e queimaduras.

Há métodos que prolongam a sensação de pele de bebé e outros que devem ser usados apenas em caso de emergência.

Não é só o método que importa


Uma das principais funções dos pelos púbicos é proteger a zona íntima e criar uma barreira natural à entrada de bactérias para essa zona. No entanto nos dias de hoje são cada vez mais as mulheres que optam por uma linha de bikini cada vez mais reduzida.
Se for esse o seu caso, utilize especialmente produtos adequados para a higiene da zona íntima, idealmente com uma função extra de hidratação, como o Lactacyd Pharma hidratante. Os produtos da gama Lactacyd, contém ácido láctico biológico especialmente indicados para manter o ambiente adequado ao desenvolvimento da barreira protetora vaginal, sendo um ótimo aliado para todas as mulheres.