Conversas Íntimas
Lactacyd

Cinco peças de teatro a não perder

Comédia ou drama, o teatro é um bom motivo para sair de casa e desfrutar de um serão alternativo bem passado.

Com a maior oferta televisiva e cinematográfica, o teatro foge muitas vezes ao leque de opções daqueles que procuram programas de entretenimento. Mude os planos, compre os bilhetes e vá ao teatro nos próximos tempos.

O som das coisas. Teatro para bebés, em Sintra

Uma vez por mês até novembro, há em Sintra uma peça pensada para os mais pequenos. Com personagens humanas e marionetas, o espetáculo gira à volta da questão “para onde vão as coisas quando as perdemos” e explora através do som e da imagem alguns mistérios do enredo. Em outubro, a peça está marcada para o dia 7. A última sessão, em novembro, é no dia 4.

5 Lésbicas e uma quiche, em Faro

Com um elenco de luxo, todo no feminino, esta peça retrata o Encontro Anual de Quiches. O encontro, que se realiza numa comunidade dos Estados Unidos da América, reúne cinco lésbicas, numa época em que o assunto é tabu. Em plena Guerra Fria, sob ameaça de um ataque nuclear, as mulheres saem do armário, ainda que dentro de um bunker improvisado. As protagonistas são interpretadas por Anabela Teixeira, Joana Câncio, Leonor Seixas, Paula Neves e Teresa Tavares. Em tour pelo país, no dia 13 de outubro calha ao Teatro das Figuras, em Faro, acolher esta peça de teatro.

Mais respeito que sou tua mãe!, no Porto

Em outubro, o espetáculo retoma ao Teatro Sá da Bandeira, um ano depois da estreia, para mostrar as peripécias da família mais famosa da Baixa da Banheira a quem ainda não teve oportunidade de as ver. Durante todo o mês, de quinta a domingo, as sessões são muitas. Não deixe passar! Ps.: A encenação está entregue a Joaquim Monchique, Luís Mascarenhas, Joel Branco… Quer mais?

Os vizinhos de cima, em Lisboa

Fernanda Serrano, Pedro Lima, Ana Brito e Cunha e Rui Melo dão o corpo às intensas personagens deste espetáculo que promete deixar todos em modo reflexão, entre muitas gargalhadas, claro. Estreou em Barcelona, converteu-se no grande sucesso da temporada e voou até Madrid, onde continuou a registar um sucesso imediato. É  vez do texto de Cesc Gay chegar a Portugal, para abordar, com ironia e muito humor, temas como a convivência, a coragem, o sexo, o amor e as aparências. Até 30 de dezembro está no Teatro Villaret, de quinta a domingo.