Conversas Íntimas
Lactacyd

A menopausa chegou?

Perceber quais os sintomas e as causas desta condição feminina é essencial para encarar a menopausa não como uma doença, mas como uma mudança natural que não é obrigatoriamente negativa.

É um dos processos normais do corpo humano feminino, um acontecimento natural e expectável em todas as mulheres, mas ainda traz muito desconforto e alguma vergonha. Para muitas mulheres a menopausa é sinónimo de envelhecimento, motivo pelo qual evitam falar do assunto. Esclareça todas as dúvidas e abrace esta nova fase da vida.

Afinal, o que é a menopausa?

O aparecimento da menopausa está associado à idade e à fertilidade. A menopausa ocorre quando os ovários deixam de libertar óvulos, devido à falência de folículos. Ao contrário dos homens, que produzem espermatozoides ao longo da vida, a mulher nasce já com o número total de óvulos que vai ter a vida toda. Quando chega à puberdade, tem entre 300 mil a 500 mil óvulos, e a cada ciclo menstrual perde à volta de mil. A menopausa ocorre, então, quando esta reserva se esgota, o corpo deixa de menstruar e deixa de produzir progesterona e estrogénio.

Quais são as causas?

Apesar de ser um processo natural que aparece com a idade, há alguns fatores que podem influenciar o seu aparecimento. O tabagismo, por exemplo, faz com que tendencialmente a menopausa surja mais cedo. A ele juntam-se fatores como a epilepsia, o hipertiroidismo, o tratamento com antidepressivos, a radioterapia ou a quimioterapia. Diversos estudos associam também a ausência de gravidez a uma menopausa mais precoce.

É importante tratar a secura vaginal com um produto de lavagem feminina hidratante, ideal para esta fase da menopausa porque aumenta a hidratação da mucosa vaginal aliviando, por isso, os desagradáveis sintomas

Como reconhecer a menopausa?

A menopausa em si apenas se dá depois do período contínuo de um ano sem menstruação. No entanto, os sintomas podem começar a sentir-se durante ou mesmo antes destes 12 meses, em que se considera que está num período de pré-menopausa.

Afrontamentos e suores, uma sensação repentina de aumento de temperatura seguida, normalmente, de suores frios, são os principais sintomas relatados na menopausa e pré-menopausa. Por vezes, podem vir acompanhados de aumento da frequência cardíaca e vertigens. Outro dos sintomas experienciados com frequência relaciona-se com a duração e a qualidade do sono: as mulheres começam a sentir mais dificuldade em adormecer e em ter um sono contínuo.

As alterações hormonais levam também a mudanças no trato genito-urinário, usualmente com atrofio da mucosa vaginal, secura, irritação e dores durante o ato sexual. Nesta fase, a mulher mostra uma maior predisposição para infeções urinárias. Todos estes sintomas podem reduzir a autoestima da mulher e a libido, o que pode acabar por prejudicar a vida sexual.

Até 55% das mulheres na menopausa sofrem a determinada altura de secura vaginal, uma consequência da redução dos níveis de estrogénio, que faz com que o revestimento da vagina se torne mais fino, mais seco e mais sensível a sofrer danos

Então, quando chega a menopausa?

Não há, obviamente, uma resposta exata para esta pergunta. A idade média do aparecimento da menopausa é aos 51,4 anos. No mundo ocidental, ocorre normalmente entre os 40 e os 58 anos. Há mulheres que não experienciam os primeiros sintomas até aos 60 anos e outras que, sofrendo de menopausa precoce, a podem ter aos 30. A menopausa não é evitável, mas pode atrasar-se com a única atitude que depende de si: deixar de fumar.

Quando começar a sentir os primeiros sintomas, mesmo que não tenha a certeza ou que pense ser muito cedo, debata a questão com o médico de família ou com o ginecologista. A menopausa, não sendo uma doença, não precisa de uma cura, mas os sintomas podem ser atenuados com o tratamento certo.